How do I live
without the ones I love?
"A noite acendeu as estrelas porque tinha medo da própria escuridão.” — Mario Quintana. online
1 2 3 4
© theme + detalhes 
“Tem coisas que você nunca esquece.”
O Curioso caso de Benjamin Button. 

“Uma pessoa triste tentando fazer a outra pessoa triste sorrir. Isso se chama amizade, a verdadeira amizade!”
A menina que roubava livros.    

“A gente não devia sentir saudade de quem não sente saudade da gente, né?”
A Fera.  


“Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.”
— Carlos Drummond de Andrade   

“O problema é que eu te espero e você nunca vem.”
Roma, 1994. 

to querendo uns beijos teu


agora o sistema é outro, n choro n sofro


É pela oração que ficamos íntimos de Deus.


“Deus sabe por onde você anda e vê tudo o que você faz.”
Provérbios 5:21.   


“Mas no fundo eu já sabia, que de alguma forma, você não iria ficar. O nosso para sempre não duraria tanto tempo assim. E eu já era saudade antes mesmo de tentarmos ser alguma coisa.”
Restos de um naufrágio.  

“Comprei um snorkel e óculos de mergulho
Estou cansada de nadar na superfície
Preciso ver o que há sobre a pele cor de rosa
Preciso ver o que se esconde por debaixo da tua iris
Amanhã bem cedo vou sair pra mergulhar
E quem sabe bem lá no fundo do oceano
Eu descubra teus segredos e receios
E te traga definitivamente pra mim.”
Elisa Bartlett

“Talvez você não acredite, mas há pessoas que passam a vida sem o menor atrito ou agonia. Eles se vestem bem, comem bem, dormem bem, estão satisfeitos com a vida em família. Eles têm momentos de melancolia. Mas, no geral, não são incomodados e, frequentemente, sentem-se muito bem quando morrem. É uma morte fácil. Geralmente, dormem. Talvez você não acredite, porém essas pessoas existem. Mas eu não sou uma delas. Ah não, eu não sou uma delas. Eu nem chego perto de ser uma delas.”
Charles Bukowski.