Now just a
memory
"A gente pensa que todos os dias são iguais, e quando olhamos para trás, nada está do mesmo jeito." online
1 2 3 4
© theme + detalhes 
“Ela tinha olhos do tipo que nos levam a apoiar todas as suas decisões.”
Quem é você, Alasca?   

“Realmente não sei,
o que você tem
que me tem tanto.”
Gabriel Sander. 

“Todos os dias quando acordo não tenho mais o tempo que passou, mas tenho muito tempo, temos todo o tempo do mundo. Todos os dias antes de dormir, lembro e esqueço como foi o dia, sempre em frente, não temos tempo a perder. Nosso suor sagrado, é bem mais belo que esse sangue amargo. É tão sério e selvagem. Veja o sol dessa manhã tão cinza, a tempestade que chega é da cor dos teus olhos castanhos. Então me abraça forte e diz mais uma vez que já estamos distante de tudo. Temos nosso próprio tempo. Não tenho medo do escuro, mas deixe as luzes acesas agora. O que foi escondido é o que se escondeu e o que foi prometido, ninguém prometeu. Nem foi tempo perdido, somos tão jovens.”
Legião Urbana.  


“Eu escrevo porque minhas chances já acabaram, espalho tudo o que sinto no vento porque perdi o brilho nas coisas mais simples. Eu escrevo porque minha vida acabou faz tempo, e mesmo assim ainda tenho esperanças que exista alguém no universo que vá largar tudo e vir me resolver. Como você pode ver, estou um caco.”
Ciceero M. 

“Existem coisas piores que estar sozinho mas geralmente leva décadas para entender isso e quase sempre quando você entende é tarde demais. E não há nada pior que tarde demais.”
Charles Bukowski   

“Como se dá a alguém um pedaço de céu?”
A Menina Que Roubava Livros. 

“Sou feito maré
guiada pela lua
vou e volto
me reviro e me revolto
a cada volta tua”
portuária 

“Confesso que ando muito cansado, sabe? Mas um cansaço diferente… Um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem.”
Caio Fernando Abreu.


“Não era o bastante ser seu último beijo. Eu queria ser seu último amor. Mas sabia que não era. Sabia e a odiava por isso. Eu a odiava por não se importar comigo. Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora. Simplesmente teria se deitado comigo, conversado e chorado. E eu teria ouvido e teria beijado as lágrimas que caíam de seus olhos.”
Quem é você, Alasca?    

“Estátuas e cofres e paredes pintadas. Ninguém sabe o que aconteceu. Ela se jogou da janela do quinto andar. Nada é fácil de entender. Dorme agora, é só o vento lá fora. Quero colo! Vou fugir de casa! Posso dormir aqui com vocês? Estou com medo, tive um pesadelo. Só vou voltar depois das três. Meu filho vai ter nome de santo. Quero o nome mais bonito. É preciso amar as pessoas. Como se não houvesse amanhã. Porque se você parar pra pensar. Na verdade não há. Me diz, por que que o céu é azul? Explica a grande fúria do mundo. São meus filhos, que tomam conta de mim. Eu moro com a minha mãe Mas meu pai vem me visitar. Eu moro na rua, não tenho ninguém Eu moro em qualquer lugar. Já morei em tanta casa Que nem me lembro mais. Eu moro com os meus pais. É preciso amar as pessoas. Como se não houvesse amanhã. Porque se você parar pra pensar. Na verdade não há. Sou uma gota d’água, sou um grão de areia. Você me diz que seus pais não te entendem, Mas você não entende seus pais. Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo. São crianças como você. O que você vai ser, quando você crescer?”
Legião Urbana

“Parece que recebo mais felicidade entre quatro paredes do que no meio das pessoas. Para mim, nunca foi difícil ficar sozinho. Sempre foi melhor. Era algo natural. Sou como esses animais que cavam buracos, é meu instinto. Quando estou só, recarrego a bateria, construo. Já fui deprimido, suicida, mas nunca fui um solitário. Ser só significa que outra pessoa pode resolver seus problemas. Eu precisava era de mim mesmo.”
Charles Bukowski.